Argentina, Tierra del Fuego, Antártida, islas del Atlântico Sur

PINGÜINERA ISLA MARTILLO – o imperdível do verão de Ushuaia

Perto de Ushuaia, uma colônia de pinguins cresce. Estamos falando da Isla Martillo, antigamente denominada como Isla Yécapasela.

Em 2009 eram 3.000 casais de pinguins de Magalhães e 13 casais de pinguins Papua. Nós conseguimos ver somente os Magalhães e um casal de pinguim Rey, que se destacava na multidão.

Os pinguins ficam nesta ilha entre os meses de outubro e abril. Há duas opções de conhecer a Isla Martillo: embarcado ou caminhando. Claro que a opção ‘caminhando’ é a mais cara e restrita. Vimos em alguns posts que o tempo que fica na ilha desembarcado é muito curto e na contenção de despesas, optamos pela outra opção: um catamarã lotado de turistas. Ficamos satisfeitos com o passeio. O catamarã praticamente encosta na praia, e assim vimos os pinguins bem de perto.

Como chegamos

Nosso destino anterior foi o deserto de Atacama, no norte do Chile, de onde voamos até a cidade de Punta Arenas.

De Punta Arenas pegamos um ônibus que, após 12 horas de viagem e cruzando o estreito de Magalhães, nos levou até Ushuaia, na Argentina.

Em Ushuaia nos hospedamos em um excelente Airbnb, da anfitriã Carmen, perto do centro, onde compramos nosso tour pela Canoero Catamaranes.

Os catamarãs fazem duas saídas diárias no porto de Ushuaia, uma de manhã e outra à tarde. Percebemos que as empresas se programam para que não tenham dois catamarãs ao mesmo tempo na ilha, alternando o horário de saída.

Roteiro

Porto de Ushuaia

Às 15h30 embarcamos no catamarã Massimo. E depois de 30 minutos a navegação começou pela bahia de Ushuaia. Mais tarde entraríamos no canal Beagle.

Isla de los Pajáros

Com 10 minutos de navegação passamos por uma ilha lotada de aves, que de longe até parecem pinguins. Também avistamos albatrozes, patos e gaivotas.

LRM_EXPORT_20180217_190852

Isla de los Lobos

Ao lado da Isla de los Pajáros está a Isla de los Lobos. Chegamos bem perto dos preguiçosos lobos marinhos. Aves também são vistas nas proximidades.

LRM_EXPORT_20180217_190850

Faro Les Éclaireurs

Demos uma passada pelo Faro Les Éclaireurs, também conhecido como o Farol do Fim do Mundo.

LRM_EXPORT_20180217_190953

Isla Martillo

Depois do Faro Les Éclaireurs, tivemos uma navegação de uma hora, pelo canal Beagle, para chegar à Isla Martillo, lotada de pinguins de Magalhães.

Quando chegamos havia um bote na praia e alguns turistas desembarcados. Mas logo depois foram embora.

LRM_EXPORT_20180217_190957

Observando a ilha, também percebemos que havia uma delimitação para caminhar. Provavelmente faça parte do tour desembarcado.

LRM_EXPORT_20180217_191106

No nosso tour não podíamos desembarcar. Mas para compensar, o catamarã aproximou-se muito perto da praia.

LRM_EXPORT_20180217_191036

Não esperávamos ver os pinguins tão de perto. Além de vê-los sobre a ilha, muitos nadaram ao lado do catamarã.

LRM_EXPORT_20180217_191040

Um casal de pinguins Rey se destacava pelo tamanho, cores e pelo seu ar de superioridade. Afinal de contas, eles são reis!

LRM_EXPORT_20180217_191031

Retorno a Ushuaia

Ficamos 30 minutos na Isla Martillo e retornamos para Ushuaia. Neste dia ainda tivemos um presente, era dia de eclipse parcial do Sol.

LRM_EXPORT_20180217_191108

Às 20h40min chegamos no porto de Ushuaia.

Custos

Custos em pesos chilenos (CLP) e argentinos (ARS).

  • Ônibus de Punta Arenas a Ushuaia, individual: $CLP 34000,00
  • Hospedagem Airbnb, diária casal, quarto privado, banheiro compartilhado, com maravilhoso café da manhã: $ARS 840,00
  • Tour para Pingüinera, individual, embarcado: $ARS 1800,00
  • Taxa do porto de Ushuaia, individual: $ARS 20,00

Cotação em 25/02/2018:
$USD 1,00 = $BRS 3,24 = $ARS 19,95 = $CLP 590,00

Resumo

  • País: Argentina
  • Cidade: Ushuaia
  • Duração do tour: 6 horas, das 15h00 às 21h00.
  • Período da viagem: meados de fevereiro de 2018

Dicas

  • Leve água e lanche. Não está incluso refeição no tour.
  • Se tiver, leve binóculos.
  • Para ver os pinguins bem de perto, antes de chegar na Isla Martillo, se posicione antecipadamente no lado de fora do catamarã.
  • Leve jaqueta corta-vento, caso queira ficar do lado de fora, enquanto estiver em navegação.

Dados sabáticos

1038 km trilhados
99 noites acampando
29 cidades
11 cumes
8 meses
4 países

Quer mais?

Acompanhe nosso dia-a-dia no Facebook e Instagram.

Abaixo, veja outros lugares que conhecemos na Patagônia:

Cochamó
Acampe em La Junta no lindo vale de Cochamó no Chile.

Paso Rio Puelo
Travessia em trilha, do Chile à Argentina, chegando em Lago Puelo.

Refúgio Motoco
Na cidade argentina de Lago Puelo, ao lado de El Bolsón, começa a trilha que leva ao refúgio Motoco.

Refúgios em El Bolsón
Também acampamos nos refúgios Hielo AzulPiltriquitrónEl Retamal e Los Laguitos.

Bariloche
Não é só de esqui que vive Bariloche. Vá conhecer o Parque Nahuel Huapi.

Ushuaia
Ushuaia, cidade mais austral do mundo, também conhecida como Fim do Mundo; onde é possível ver lagoas, glaciares, pico de montanha, castoreras, turberas, pinguins e lobos marinhos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s