Brasil, Rio Grande do Sul

CAMINHOS DE CARAVAGGIO – “guia” dos 200 km na serra gaúcha

 

Entre junho e julho de 2021 curtimos o friozinho do Rio Grande do Sul do jeito que mais gostamos: caminhando. Escolhemos para esta viagem, os 200 km dos Caminhos de Caravaggio, um percurso razoavelmente novo, criado em 2019, que percorre a Serra Gaúcha, passando pelos municípios de Canela, Gramado, Nova Petrópolis, Caxias do Sul e Farroupilha, ligando os Santuários de Caravaggio de Farroupilha e de Canela.

mapa-caminhos-de-caravaggio-MIN
Mapa dos Caminhos de Caravaggio

Fizemos o caminho em 10 dias durante o inverno. Passamos por um bocado de frio e chuva, e tivemos bons dias ensolarados e frescos. Vimos muitas parreiras sem uvas, macieiras sem maçã, vestígios de caqui, pêssegos florescendo, uma pitada de morango, e sobretudo, muitos citros. Claro que aproveitamos para comer muita mexerica, que foi nosso lanche de trilha predileto.

Caminhos de Caravaggio_platano
parreiras sem uvas

Dormimos em vários tipos de hospedagens, desde pousadas bacanas e familiares, até em um seminário e uma vinícola. Conhecemos tranquilos vilarejos como a Santa Lúcia do Piaí e Vila Oliva,  e cidades turísticas agitadas, como Gramado e Canela. Tudo terminando no grandioso, belo e agradável Santuário de Caravaggio em Farroupilha.

Você também pode assistir nossa caminhada em nossa playlist no canal do YouTube:

O objetivo deste relato é compartilhar um pouco do nosso Caminho de Caravaggio, e tentar ajudar os próximos caminhantes.

Este post está organizado na seguinte ordem:

  1. O Caminho
  2. Como chegamos
  3. Trechos
  4. Época do ano
  5. Fauna e Flora
  6. Preparo Físico
  7. Hospedagens
  8. Apoio e Agências
  9. Mochila
  10. Alimentação
  11. Passaporte
  12. Custos
  13. Considerações Finais
  14. Outras Fontes
  15. Valeu?

O CAMINHO

Esta rota, inaugurada em maio de 2019, foi inspirada no Caminho de Santiago de Compostela, e um dos objetivos do caminho é contribuir no desenvolvimento econômico da região.

Segundo a Prefeitura de Caxias do Sul, o “roteiro Caminhos de Caravaggio recebeu o certificado de complemento da rota que parte de A Coruña, no Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. Ou seja, quem completar o trajeto entre os santuários de Nossa Senhora de Caravaggio poderá usar isso para complementar o roteiro europeu, demonstrando a consolidação da rota serrana.”

O caminho de 200 km passa por quatro municípios da região turística das Hortênsias (Canela, Gramado, Nova Petrópolis e Caxias do Sul), além de Farroupilha. Tudo começa no Santuário de Caravaggio em Canela (que estava em construção em 2021), e termina no belo Santuário de Caravaggio em Farroupilha.

Caminhos de Caravaggio
Santuário de Caravaggio em Farroupilha

Abaixo seguem os principais pontos por onde o caminho passa. Considerei a quilometragem aproximada fornecida pelo guia do peregrino, disponibilizado no site oficial do Santuário de Caravaggio de Farroupilha:

  • km 0: Santuário de Caravaggio de Canela
  • km 7: Canela
  • km 14: Gramado
  • km 16 a 27: estrada Linha Bonita em Gramado
  • km 53: Vila Oliva em Caxias do Sul 
  • km 69: Santa Lúcia do Piaí em Caxias do Sul 
  • km 92: rodovia RS-235 (Hospedaria Bom Pastor) em Nova Petrópolis
  • km 114: bairro Piá (Pousada da Chácara) em Nova Petrópolis
  • km 137: Vila Cristina em Caxias do Sul
  • km 154: Capela de Caravaggeto em Farroupilha
  • km 170: São Roque (Vinícola Colombo) em Farroupilha
  • km 192: Santuário de Caravaggio em Farroupilha

TERRENO

A maior parte da rota percorre as zonas rurais da Serra Gaúcha, passando por ruas de terras e rípio ao lado de muitos vinhedos e pomares. O rio Caí acompanha boa parte do trajeto, compondo um bonito cenário com as montanhas do Rio Grande do Sul. Também temos algumas passagens asfaltadas e bem urbanas, principalmente entre Canela e Gramado, além de alguns trechos em rodovias, que achei bem perigosos.

Caminhos de Caravaggio_parreiras
caminhando pela zona rural

ALTIMETRIA

Lembre-se que os Caminhos de Caravaggio percorre um trecho da Serra Gaúcha, e portanto, há muito sobe e desce durante o percurso.

altimetria Caminhos de Caravaggio
altimetria Caminhos de Caravaggio

As principais descidas e subidas estão quando o caminho cruza o rio Caí, evento que ocorre em três oportunidades:

  • Trecho 3: próximo do km 42, com uma subida desde o rio Caí até a Vila Oliva de aproximadamente 500 metros de desnível
  • Trecho 5: próximo do km 90, com uma descida desde Santa Lúcia do Piaí até o rio Caí de aproximadamente 650 metros de desnível
  • Trecho 7: próximo do km 130, com uma descida desde Nova Petrópolis até o Vale do rio Caí de aproximadamente 550 metros de desnível
Caminhos de Caravaggio
rio Caí

O ponto mais alto da travessia será na cidade de Gramado, que fica a 850 metros sobre o nível do mar. E ponto mais baixo será no Vale do Rio Caí a aproximadamente 70 msnm.

MODAL

É possível percorrer o caminho a pé ou de bicicleta. Mas vale observar que durante todo o percurso tivemos pouco menos de 1 km em trilha. A primeira vez foi na área urbana de Gramado, e a segunda vez foi no último dia de caminhada. Isso mesmo! Parece ironia, mas um dos únicos trechos em trilha foi na área urbana de Gramado. Se não fosse esses poucos metros de senda, daria para percorrer os Caminhos de Caravaggio de carro ou moto. 

caminhos de caravaggio gramado
pequeno trecho de trilha em Gramado

Dependendo da condição física e tempo livre, o peregrino levará cerca de 10 dias para caminhar todo o percurso. Já os ciclistas costumam completar os Caminhos de Caravaggio em menos de 4 dias. 

SINALIZAÇÃO

A sinalização oficial são setas amarelas e azuis, em sua maioria pintadas em lugares visíveis e lógicos. As setas amarelas indicam a direção Canela para Farroupilha, e as setas azuis vão de Farroupilha a Canela. Simples e eficiente.

Não há indicação de quilometragem ao longo do percurso.

setas Caminhos de Caravaggio
sinalização dos Caminhos de Caravaggio

O caminho é todo sinalizado?

O caminho é muito bem sinalizado. Eu tive somente 1 momento de dúvida na sinalização durante os 200 km. Estávamos próximos da área urbana de Farroupilha, e uma pousada pintou uma seta amarela para irmos em sua direção. Mas logo percebi que a pousada estava fora do caminho, e segui pela rota certa. Não me perdi nenhuma vez.

Caso queira, vou deixar o link do meu tracklog por aqui: Wikiloc.

Clique aqui para voltar ao início do post.


COMO CHEGAMOS

Para nós, tudo começou na capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, onde chegamos de avião pelo Aeroporto Internacional Salgado Filho (POA). Conhecemos um pouco de Porto Alegre, e depois de alguns dias partimos de ônibus até Canela.

O ônibus que faz a rota Porto Alegre até Canela, também passa no aeroporto, então é possível sair do aeroporto direto para Canela. A empresa de ônibus é a Citral. De Porto Alegre até Canela são aproximadamente 2h45min de ônibus.

Além do aeroporto de Porto Alegre também há a opção menos convencional de chegar pelo aeroporto regional de Caxias do Sul Hugo Cantergiani (CXJ).

Clique aqui para voltar ao início do post.


TRECHOS

SENTIDO

Oficialmente o Caminho de Caravaggio começa em Canela e termina em Farroupilha, mas também é possível caminhar no sentido contrário. Eu fiz o tradicional, começando em Canela e terminando em Farroupilha, que é o sentido Leste para Oeste. Teoricamente, neste sentido o Sol tende a ficar nas costas do peregrino durante a manhã. Na prática, o clima estava bem agradável quando caminhamos no inverno e não fez muito Sol, além de haver uma boa sombra em alguns trechos. Então tanto fazia caminhar do Leste para Oeste, ou do Oeste para Leste. Não sei se no verão a história é diferente…

Caminhos de Caravaggio_araucaria
caminhando no sentido Canela a Farroupilha

Outro fator a comentar é que no sentido tradicional a sinalização estava muito boa. As setas amarelas não nos decepcionaram. Acredito que as setas azuis, que sinalizam o sentido Farroupilha (oeste) para Canela (leste) também devem cumprir bem suas funções, mas neste caso não posso opinar.

TRECHOS OFICIAIS

Segundo o guia do peregrino oficial, o caminho é dividido em 10 trechos:

  1. Santuário de Caravaggio de Canela – Supermercado Rissul (14,3 km)
  2. Supermercado Rissul – Pousada Colina de Pedra (18,3 km)
  3. Pousada Colina de Pedra – Pousada Dona Solange (20,8 km)
  4. Pousada Dona Solange – Seminário em Santa Lúcia do Piaí (15,6 km)
  5. Seminário N. Senhora da Divina Providência – Hospedaria Bom Pastor (23,1 km)
  6. Hospedaria Bom Pastor – Pousada da Chácara (23,1 km)
  7. Pousada da Chácara – Hotel Fazenda Vale Real (24,1 km)
  8. Hotel Fazenda Vale Real – Capela de Caravagetto (15 km)
  9. Capela de Caravagetto – Vinícola Colombo (15,5 km)
  10. Vinícola Colombo – Santuário de Caravaggio de Farroupilha (22,5 km)

Achei os trechos muito bem divididos e práticos. O único trecho que fiz um pouco diferente foi o trecho 7 pois achei o Hotel Fazenda Vale Real caro, e acabei ficando em uma pousada mais simples na Vila Cristina. Caminhamos uns 2 km a menos no trecho 7, e 2 km a mais no trecho 8, o que acabou deixando o caminho até mais equilibrado.

Os detalhes de nosso dia a dia você pode ler no post: CAMINHOS DE CARAVAGGIO – relato do dia a dia.

Clique aqui para voltar ao início do post.


ÉPOCA DO ANO

CLIMA

Na região onde passam os Caminhos de Caravaggio, o verão é longo, morno e úmido; o inverno é curto e fresco. Durante o ano inteiro, o tempo é com precipitação e de céu parcialmente encoberto. 

Considerando as informações sobre Caxias do Sul e Farroupilha no site Weather Spark, tenho algumas considerações para compartilhar:

  • Estação quente: meados de novembro a final de março, sendo que o mês mais quente é janeiro com temperatura máxima média de 27 ºC.
  • Estação fria: meados de maio a meados de agosto, sendo que o mês mais frio é em julho com temperatura mínima média de 7 ºC
  • Nebulosidade: durante todo o ano o céu está parcialmente encoberto por nuvens
  • Estação mais chuvosa: final de outubro a meados de março, sendo que janeiro e fevereiro são os meses com mais dias com precipitação
  • Estação menos chuvosa: meados de março a final de outubro, sendo que maio é o mês com menos dias com precipitação
  • Duração do dia: o dia mais curto é em 21 de junho com 10h17min, e o dia mais longo é em 21 de dezembro com 14h01min
  • Sensação de umidade: o período mais abafado vai de final de outubro a meados de abril, sendo que fevereiro é o mês com mais dias abafados. Entre junho a agosto a probabilidade de ocorrer dias abafados é praticamente zero.

Para você ter uma ideia do clima durante o ano, montei uma tabela com o histórico de Caxias do Sul (que fica mais ou menos no meio do caminho), com informações do Weather Spark

Mês Temperaturas médias (ºC) Probabilidade de céu nublado (%) dias chuvosos dias abafados
Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro
16 a 27
16 a 26
15 a 25
12 a 22
9 a 18
7 a 16
7 a 16
8 a 19
10 a 20
12 a 22
14 a 25
16 a 27
42
45
39
42
48
53
50
47
47
46
41
41
15
14
12
11
9
11
11
10
11
13
12
13
14
14
11
4
1
0
0
0
1
3
5
10

Resumindo:

  • Para quem não gosta de calor, chuva e dias abafados (meu caso), considere evitar os meses de dezembro a março.
  • Para quem gosta de um friozinho: maio a agosto são ideais. Com sorte pode até nevar nos pontos mais altos do caminho entre junho e julho.
  • Abril, setembro, outubro e novembro são meses intermediários. Nem tão calor, nem tão frio, e nem tão abafado.

FESTIVIDADES

Vale a pena estar presente quando alguma festa popular estiver ocorrendo. Durante a minha caminhada eu passei em Gramado e Canela em plena temporada de Inverno, e as cidades estavam bem movimentadas. Por pouco não presenciei a caída de neve em Gramado.

Dei uma pesquisada e tentei listar abaixo os principais eventos de cada localidade dos Caminhos de Caravaggio. Vale observar que os eventos estão sujeito à alterações, e é importante conferir a programação no site oficial de cada comunidade. A lista abaixo é somente para você ter uma ideia do que pode acontecer durante a sua caminhada.

Canela
· Festival Gastronômico (janeiro)
· Carnaval
· Páscoa
· Rodeio (abril)
·
Semana do Bebê (maio)
· Festa de Caravaggio (maio)
· Temporada de Inverno (junho a agosto)
· Festival de Teatro (agosto)
· Festa Colonial (entre julho e agosto)
· Sabores de Canela (setembro)
· Festival de Teatros de Bonecos (outubro)
· Aniversário de Canela (28 de dezembro)
· Sonho de Natal (final de outubro a início de janeiro)
Fontes: Pousada Encanto da Serra, Secretaria de Turismo de Canela

Gramado
· Fenin Fashion Outono-Inverno (janeiro)
· Duelo Astro do Laço (fevereiro)
· Carnaval
· Páscoa
· Festa Campeira e Rodeio Artístico (maio)
· Jantar Baile dos Namorados (junho)
· Temporada de Inverno (junho a agosto)
· Gramado In Concert (julho)
· Festival de Cinema (agosto)
· Festa da Colônia (entre setembro e outubro)
· Festival de Cultura e Gastronomia (setembro)
· Aniversário de Gramado (15 de dezembro)
· Natal Luz (final de outubro a início de janeiro)
Fontes: Site Oficial do Turismo de Gramado

Vila Oliva
· Festa de Santo Expedito (abril)
· Sabores de Vila Oliva (fevereiro)
· Semana da Vila Oliva (maio)
· Rodeio Crioulo (novembro)
· Festa Campeira (novembro)
Fontes: Guia de Caxias do Sul

Santa Lúcia do Piaí
· Festa de Água Azul Pe. Cristóvão de Mendonza (abril)
· Festa de Santo Antônio (junho)
· Peregrinação da Beata Bárbara Maix (novembro)
· Festa da Padroeira Santa Lúcia (dezembro)
· Natal Esperança (dezembro)
Fontes: Guia de Caxias do Sul

NOSSO CAMINHO EM JUNHO E JULHO

Caminhamos os Caminhos de Caravaggio entre final de junho e início de julho. Neste período tivemos dias muito frios. Tão frio que chegou a nevar em Gramado. Pena que no dia da neve estávamos em Caxias do Sul. Mas chegamos a ver a chuva congelada, pequenos cristais de água caindo do céu. Imagina a friaca que estava.

Também tivemos dias de muita chuva. Chegamos até a sair do caminho por uns dois dias para esperar a chuva passar. Mas não conseguimos escapar totalmente da chuva, e caminhamos alguns momentos embaixo da água. É muito importante levar roupa impermeável. Pela previsão de tempo que pesquisei, sempre chove nesta região, então venha sempre preparado com roupa apropriada. Em tempos frios aconselho também que os calçados sejam impermeáveis, pois pés molhados e gelados não é legal.

Caminhos de Caravaggio_Gramado
dia chuvoso durante o terceiro dia nos Caminhos de Caravaggio

Com o clima frio e céu quase sempre nublado, não tivemos problemas com o Sol. O que foi ótimo pois não foi necessário madrugar para caminhar. Acordávamos normalmente, sem a necessidade de despertar com o alarme do celular.

Tirando os momentos de chuvas intensas, achei bem agradável a caminhada, em um clima bem fresco.

Clique aqui para voltar ao início do post.


FAUNA E FLORA

FLORA

Outro ponto interessante a levar em consideração são as frutas e flores que encontramos no caminho. Não sei muito sobre esta informação, mas quando caminhamos em junho e julho vimos muitos citros. Saborear deliciosas mexericas no caminho todos os dias deixou a caminhada mais divertida.

Fiquei com vontade de voltar para o caminho em outra época do ano para presenciar as parreiras lotadas de uvas, ver os pés de caquis e as macieiras com maçãs. Cada época do ano favorece uma experiência única.

Vinhedo_Caminhos de caravaggio
uvas nascendo fora de época

Tentei levantar algumas informações sobre a época do ano aproximada de algumas plantas: 

  • Hortênsias: normalmente florescem em novembro e permanecem exuberantes até fevereiro e março. Seu auge ocorre no meses de dezembro e janeiro. 
  • Citros (bergamota, laranja e limão): colheita entre abril e setembro. Em junho e julho vimos e saboreamos muitas mexericas. Foi uma experiência deliciosa.
  • Uvas: colheita entre janeiro a março
  • Caqui: colheita entre março a maio
  • Maçã: colheita entre dezembro e maio
  • Pêssego: floração acontece aproximadamente entre julho e setembro (em julho vimos um pouquinho dessas lindas flores), e a colheita da fruta acontece entre dezembro e janeiro
  • Milho: março a junho
Caminhos de Caravaggio_hortensias
Hortênsias secas nos Caminhos de Caravaggio

FAUNA

Não vi muitos animais selvagens durante o caminho. Não vi cobras, não vi macacos, e vi poucos pássaros. Não sei se há algum período para ver pássaros, mas eu não percebi muito a presença de aves.

Caminhos de Caravaggio_ovelhas
ovelhas nos Caminhos de Caravaggio

Animais mesmo, somente os domesticados, como vacas e ovelhas. E claro! Os cachorros que não podem faltar em uma caminhada rural. Alguns eram muito amigáveis, outros nem tanto…

Clique aqui para voltar ao início do post.


PREPARO FÍSICO

Confesso que eu não sou a melhor pessoa para falar sobre preparo físico. Isso porque estou acostumada a caminhar bastante.

Neste caminho não tive dores. Caminhei tranquilamente, parando quando queria para descansar e sem pressa. E para ajudar, parei três dias em Caxias do Sul para fugir de uma baita frente fria. Se possível, tente planejar pelo menos 1 dia extra, para fugir de imprevistos meteorológicos ou para descanso.

Também é muito importante entender o limite do seu corpo e evitar ultrapassá-lo. Eu sei que até 28 km eu consigo caminhar. Fico cansada com 28 km, mas não me arrebento. E durante os Caminhos de Caravaggio a maior distância que percorri foi de 25 km.

Essas longas caminhadas diárias consecutivas costumam judiar dos pés. Não há muito o que fazer, se não descansar bem. Normalmente meus pés se recuperavam de um dia para outro, e eu nunca tive bolhas (sou uma sortuda!).

Vale lembrar que cada um tem que se auto avaliar para entender se tem condições físicas e psicológicas para se aventurar em uma longa caminhada como esta. O que é fácil para alguns, pode ser um grande desafio para outros.

Clique aqui para voltar ao início do post.


HOSPEDAGENS

Achei a quantidade de hospedagem durante o caminho ok. Em alguns pontos, como Santa Lúcia do Piaí, havia somente uma casa de apoio, o que pode ser um ponto crítico do percurso. Mas conforme o caminho for crescendo, tenho certeza que os apoios ao peregrino irão acompanhar.

No geral, achei a distância entre uma pousada e outra boa. As minhas caminhadas diárias variaram entre 15 e 25 km, e para mim foi bem confortável. Se eu tivesse ido no calor do verão talvez minha percepção fosse diferente, mas no inverno achei bem bom.

Praticamente todas as hospedagens são citadas no Guia do Peregrino. Vale a pena checar o guia para conferir se o mesmo não foi atualizado. No mapa abaixo acrescentei mais algumas pousadas que encontrei e, logo abaixo, estão os detalhes de cada hospedaria.

CANELA

Pousada dos Anjos
  próximo do Km 7
  (54) 3282-7164
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Pousada Folhas de Outono
  Próximo do km 7
  (54) 3282-2188
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino. Nos hospedamos aqui.
  R$ 122/quarto duplo com café da manhã (valor em abril de 2022)

Pousada das Araucárias
  Próximo do km 7
  (54) 3282-7282
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Hotel Serra Nevada
  Km 8
  (54) 3279-9700
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

GRAMADO

Pousada das Papoulas
  próximo do Km 14 – fim do trecho 1
  (54) 3286-7150
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Pousada Monte Felice
  próximo do Km 14 – fim do trecho 1
  (54) 3286-4535 / (54) 3286-4537
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Natur Hotel Gramado
  próximo do Km 14 – fim do trecho 1
  (54) 3286-1027 / (54) 3286-2990
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Hotel Sul Serra
  próximo do Km 14 – fim do trecho 1
  (54) 3286-1718
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Hotel Assefaz
  próximo do Km 14 – fim do trecho 1
  (54) 3286-2020
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Hotel Fioreze
  próximo do Km 14 – fim do trecho 1
  (54) 3286-7680
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Hotel Provence
  próximo do Km 14 – fim do trecho 1
  (54) 2137-5000
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Hotel Pousada Querência
  próximo do Km 14 – fim do trecho 1
  (54) 3286-2104
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Alameda Felice
  próximo do Km 14 – fim do trecho 1
  (54) 3286-4403
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino.
  Nos hospedamos aqui. Pousada confortável, porém tivemos um problema com o aquecimento do chuveiro, que ora estava fervendo e ora estava congelante.
  R$ 142/diária para quarto duplo com café da manhã (valor em março de 2022, segundo site da pousada)

Hotel Daara
  Km 14
  (54) 3295-1118 / (54) 99633-1717
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Sky Borges Hotel Alpenhaus
  Km 14
  (54) 2136-5060
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Alameda Paradiso Hotel
  Km 15
  (54) 3295-1515
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

LINHA FURNA e LINHA 15 (Gramado)

Pousada Sartori
  próximo do Km 31
  (54) 99933 8298
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino, não encontrei no Google Maps

Pousada Colina de Pedra
  Km 33 – fim do trecho 2
  (54) 99713-1174
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino.
  Nos hospedamos aqui. Área externa com paisagem para zona rural e montanhas. Quarto amplo e pousada confortável. Oferecem comida congelada para jantar.
  R$ 142/diária para quarto duplo com café da manhã (valor em março de 2022, segundo site da pousada)

Estalagem Reserva da Colina
  Km 33
  (54) 99903-2723
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

VILA OLIVA (Caxias do Sul)

Pousada Familiar Dona Solange
  Km 53 – fim do trecho 3
  (54) 99999-5671
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino.
  Nos hospedamos aqui. Quarto coletivo com beliches e banheiro compartilhado. Oferece comida, bebidas e lavagem de roupa. Ótima recepção.
  R$ 125/diária para 1 pessoa com café da manhã, jantar e lavagem de roupa (valor em junho de 2021)

Casa da Juventude de Vila Oliva
  próximo do Km 53
  (51) 99382-6654
  Hospedagem citada no Guia de Caxias do Sul. Pelo que eu pesquisei tem piscina!

Valle da Benção Hospedagem Familiar e Turismo Rural
  Km 57
  (54) 99906-8059
  Hospedagem citada no Guia de Caxias do Sul

SANTA LÚCIA DO PIAÍ (Caxias do Sul)

Seminário N. Senhora da Divina Providência
  Km 69 – fim do trecho 4
  (54) 9641-7300
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino.
  Nos hospedamos aqui. Quarto coletivo com camas, e banheiro compartilhado. Tudo muito limpo e amplo. Áreas externas e internas muito bonitas. Chuveiro excelente, bem quente e com generoso volume de água. Padres muito atenciosos.
  R$ 100/diária para 1 pessoa com café da manhã e jantar (valor em junho de 2021)

LINHA GONÇALVES DIAS (Nova Petrópolis)

Camping Pendacino
  próximo do Km 85
  (54) 99136-8879 ou (54) 99131-0953
  Camping citado no Guia do Peregrino

LINHA BRASIL (Nova Petrópolis)

Pousada Villa Romântica
  Km 91
  (54) 98422-1889
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Hospedaria Bom Pastor
  Km 92 – fim do trecho 5
  (54) 98401-4020
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  Nos hospedamos aqui. Quarto privado com banheiro. Excelentes instalações, com sala e cozinha compartilhados. Lavamos nossas roupas em uma máquina, sem custos adicionais. A hospedagem fica na mesma área de uma escola, porém afastado das salas de aula. Lugar muito agradável e tranquilo. Para jantar, compramos comida em um mercado próximo e preparamos na cozinha da hospedagem.
  R$ 70/diária para 1 pessoa incluindo café da manhã e um lanche de recepção (valor em junho de 2021)

DOS BOÊMIOS (Nova Petrópolis)

Bangalô e Recanto Serra Gaúcha
  Km 94
  (54) 99696-1284
  Hospedagem encontrada no Google Maps (não conferi in loco)
  R$ 188/diária para quarto duplo (valor segundo site recebem.com.br, em março de 2022)

Pousada Verde Paraíso
  Km 96
  (54) 99603-1312
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  R$ 230/diária para quarto duplo, com café da manhã (valor segundo Google Maps, em março de 2022)

LINHA IMPERIAL (Nova Petrópolis)

Imperial Parque Hotel
  Km 105
  (54) 3298-1052
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  R$ 125/diária para 1 pessoa com café da manhã (valor segundo Google Maps, em março de 2022)

PIÁ (Nova Petrópolis)

Pousada dos Plátanos
  próximo do Km 110
  (54) 98431-4051
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  R$ 159/diária para 1 pessoa com café da manhã (valor segundo Google Maps, em março de 2022)

Hotel Boutique Villa Italyca
  próximo do Km 110
  (54) 99166-6854
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Pousada da Chácara
  Km 115 – fim do trecho 6
  (54) 99674-0505
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  Nos hospedamos aqui. Quarto privado com banheiro. Lugar agradável, mas passamos frio durante nossa noite no inverno de 2021. Para jantar pedimos uma pizza por telefone.
  R$ 220/diária de quarto duplo, incluindo café da manhã (valor em junho de 2021)

VALE DO RIO CAÍ (Nova Petrópolis)

Recanto das Águias
  próximo do Km 134
  (54) 99975-1577
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  R$ 98/diária para 1 pessoa com café da manhã (valor segundo Google Maps, em março de 2022)

VILA CRISTINA (Nova Petrópolis)

Pousada Villani
  próximo do Km 138
  (54) 99975-1577
  Nos hospedamos aqui. Quarto duplo com banheiro privado e geladeira. Em 2021 as instalações eram bem simples, e faltava uma pintura na parede. Para jantar fomos a pé até a Casa Fagundes.
  R$ 149/diária para quarto duplo sem café da manhã (valor segundo Google Maps, em março de 2022)

Famiglia Pezzi
  próximo do Km 139
  (54) 99979-5396
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino  

Hotel Fazenda Vale Real
  Km 139 – fim do trecho 7
  (54) 3287-1125
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino

Hostel Parada dos Caminhantes
  Km 146
  (54) 99612-7787
  Hospedagem encontrada no Google Maps (não conferi in loco)
  R$ 105/diária para 1 pessoa com café da manhã e jantar (valor segundo site do Hostel, em março de 2022)

CAPELA/CRUZ DE CARAVAGGETO (Farroupilha)

Casa Canjerana
  no Km 154, na cruz de Caravaggeto, fim do trecho 8, é necessário combinar translado com a pousada
  (54) 99714-8436
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  Nos hospedamos aqui. A Casa Canjerana fica a 4 km no Caminho de Caravaggio. Combinamos previamente com a proprietária nosso translado desde a Cruz de Caravaggeto. A pousada fica em um lugar muito bonito e sossegado, com vista para a montanha. A casa é bem aconchegante e ofereceu jantar por R$ 20.
  R$ 110/diária por pessoa com café da manhã e lanche da tarde (valor de julho de 2021)

Di Capri Hotel
  no Km 154, na Cruz de Caravaggeto, fim do trecho 8, é necessário combinar translado com o hotel que fica próximo ao centro de Farroupilha
  (54) 98153-1918
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  R$ 273/diária por quarto duplo com café da manhã (valor segundo Google Maps em março de 2022)

NOVA MILANO (Farroupilha)

Vinícola Colombo
  Km 170 – fim do trecho 9
  (54) 99978-2525
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  Nos hospedamos aqui. A hospedagem pertence à Vinícola Colombo. O proprietário nos recebeu com muita simpatia e nos mostrou a vinícola. Ficamos em uma casa centenária reformada, muito aconchegante, com cozinha. Oferece ingredientes para preparo do jantar por R$ 25
  R$ 130/diária por pessoa com café da manhã (valor em julho de 2021)

Caminhos de Caravaggio_vinicola Colombo
entrada da Vinícola Colombo

SANTUÁRIO CARAVAGGIO (Farroupilha)

Hotel Bem Te Vi
  Km 192 – fim do trecho 10
  (54) 3260-5200
  Hospedagem citada no Guia do Peregrino
  Nos hospedamos aqui. Hotel ao lado do Santuário, com bom quarto e café da manhã.
  R$ 185/diária por quarto duplo com café da manhã (valor segundo site do hotel em abril de 2022)

Clique aqui para voltar ao início do post.


APOIO E AGÊNCIAS

Caminhamos o Caminho de Caravaggio sozinhos, e para nós foi bem tranquilo e seguro.

Para quem preferir ir com agência e não quiser ter dor de cabeça para planejar o roteiro, encontrei na web algumas agências:

Vale observar que não conheço pessoalmente os serviços das agências mencionadas acima, e não ganho nenhuma comissão por estas citações no meu blog.

Clique aqui para voltar ao início do post.


MOCHILA

Não tenho a intenção de fazer um check list do que levar na mochila. Acho isso muito pessoal. Mas vou compartilhar algumas informações que acho pertinentes.

Quanto menor o peso, melhor! O tamanho da mochila ideal é o menor que couber suas coisas. Eu estava com uma mochila de 50 litros durante os Caminhos de Caravaggio. Uma mochila de 50 litros foi absurdamente enorme para esta caminhada, mas como eu estava planejando fazer uma travessia com camping selvagem depois desta caminhada, estava carregando equipamentos a mais, como isolante, saco de dormir e barraca, itens completamente desnecessários para os Caminhos de Caravaggio. O ideal, no meu ponto de vista, seria uma mochila de 30 litros. Tenho uma mochila de 30 litros da Quechua, modelo NH100, à venda na loja Decathlon, que acredito ser ideal. Claro que não há regras para a escolha de uma mochila, mas aconselho que a mochila tenha ajuste na barrigueira e no peitoral, caso contrário as suas costas não irão aguentar nem um dia de caminhada.

Roupa de secagem rápida é imprescindível. Lavamos nossas roupas sempre que possível, e como nas Serras Gaúchas o tempo sempre é um pouco úmido, as roupas podem demorar um pouco mais para secar. Por isso levei 4 pares de meias, pois é a peça que mais demora para secar, e acho importante sempre estar com uma meia limpa e seca para a saúde de meus pés. Usei as meias de trilha Quechua MH500.

Também levei comigo duas camisetas de mangas longas e uma camiseta de manga curta, que eu revezava entre dormir, caminhar e lavar. Duas calças legging para caminhada, uma calça fleece para dormir, jaqueta e calça impermeáveis para a chuva, uma blusa segunda-pele, uma luva fleece, uma  luva com proteção UV, dois tops, uma jaqueta de pluma de ganso bem quentinha, e uma tiara fleece (não costumo usar gorros, pois tenho muito cabelo e minhas jaquetas possuem capuz).

Sobre o uso de bastões de caminhada, acho que é muito pessoal. Costumo usar bastões de caminhadas quando a mochila está pesada e/ou em terrenos irregulares. Não vejo necessidade em usar bastões em caminhadas como os Caminhos de Caravaggio. Mas cada um terá sua própria opinião sobre este assunto.

CORREIOS

O ideal seria despachar para casa tudo que estiver sobrando na mochila. Mas infelizmente não encontrei muitas agências de correios próximas aos Caminhos de Caravaggio. Pela minha pesquisa no Google Maps, encontrei somente 3 agências: Canela, Gramado, e no bairro dos Boêmios em Nova Petrópolis.

TRANSPORTE DE MOCHILAS

Carregamos nossas mochilas por todo o Caminho de Caravaggio, e confesso que não perguntei para ninguém se existe um serviço de transporte de bagagens durante nossa caminhada. A mochila tem que estar bem levinha para não ser um fardo, mas caso seja necessário, parece que alguns pontos de apoio fazem o transporte de pertences dos peregrinos. Li sobre esta informação no blog “Felipe o Pequeno Viajante“.

Outra opção é contratar um pacote completo em uma agência, que normalmente inclui o transporte de mochilas em carros de apoio.

Clique aqui para voltar ao início do post.


ALIMENTAÇÃO

Nos locais de hospedagem que ficamos sempre havia refeição, seja fornecida pela própria hospedagem, seja pedindo pizza por telefone, ou aquecendo comida congelada, ou indo em algum restaurante próximo. Também era possível tomar café da manhã em todas as hospedagens. Em sua maioria o café já estava incluso na diária. Em algumas exceções pagamos o café da manhã à parte.

Para lanche de “trilha” podíamos pegar a sobra do café da manhã, que a gente embrulhava em algum papel, ou comer mexericas no caminho. Aliás as mexericas foram nosso lanchinho predileto. Em junho e julho os pomares estavam lotados de tangerinas e laranjas, e essas frutas estavam deliciosamente suculentas. Vale levar uma faca para descascar as laranjas.

Caminhos de Caravaggio_bergamota
pomares de citros nos Caminhos de Caravaggio

Bares e restaurantes são encontrados somente próximos ao meio urbano e/ou turísticos. Chegamos a parar em um café colonial em uma rota turística e rural de Gramado, e achei a experiência bem bacana. Depois de Gramado, os restaurantes e cafés ficaram mais raros, mas ainda conseguimos tomar chocolate quente em bares nas proximidades de Nova Petrópolis.

O Guia do Peregrino cita os pontos onde é possível comprar e consumir alimentos durante os Caminhos de Caravaggio.

Sobre a água, também garantimos nossa hidratação carregando uma garrafa de água. Apesar de passarmos por alguns rios e córregos, achamos desnecessário coletar água direto da natureza.

Clique aqui para voltar ao início do post.


PASSAPORTE E CERTIFICADO

Acredito que se espelhando no Caminho de Santiago de Compostela, o Caminho de Caravaggio criou um passaporte do peregrino, para carimbar carimbos durante a caminhada. O passaporte pode ser retirado gratuitamente na Central de Atendimento ao Turista de Canela que está localizada junto ao Praça João Correa, e no Hotel Bem Te Vi próximo ao Santuário de Caravaggio em Farroupilha.

Para adquirir o certificado de realização do percurso, é necessário que o passaporte do peregrino esteja carimbado com, pelo menos, dois carimbos por trecho.

Ao contrário do Caminho de Santiago de Compostela, onde alguns albergues exigiam a credencial do peregrino, o passaporte dos Caminhos de Caravaggio não tem nenhuma utilidade. Ele é tipo um souvenir da jornada, uma lembrança para quem gosta de guardar mais que fotos da viagem.

Nós não nos interessamos pelo passaporte, e não adquirimos um. Também não tivemos interesse em ter um certificado em papel dos Caminhos de Caravaggio.

Clique aqui para voltar ao início do post.


CUSTOS

Pelas minhas contas, o gasto individual terrestre para 10 dias nos Caminhos de Caravaggio deve ficar em torno de R$ 1900. Abaixo seguem alguns custos que tivemos em junho e julho de 2021:

Transporte

  • Ônibus de Porto Alegre até Canela, individual: R$ 43
  • Uber do centro de Canela até o Santuário de Caravaggio: R$ 25
  • Uber do Santuário de Caravaggio em Farroupilha até Caxias do Sul: R$ 38

Hospedagens

  • Pousada Folhas de Outono, em Canela, diária casal com café da manhã: R$ 120
  • Pousada Alameda Felice Hotel, diária casal com café da manhã: R$ 156
  • Pousada Colina de Pedra, diária casal com café da manhã: R$ 130
  • Pousada Familiar da Dona Solange, diária individual com café da manhã e lavagem de roupa: R$ 125
  • Seminário Nossa Senhora da Divina Providência, em Santa Lúcia do Piaí, diária individual com jantar e café da manhã: R$ 100
  • Hospedaria Bom Pastor, em Nova Petrópolis, diária individual com lanche da tarde e café da manhã: R$ 70
  • Pousada da Chácara, em Nova Petrópolis, diária casal com café da manhã: R$ 220
  • Pousada Villani, em Caxias do Sul, diária casal com café da manhã: R$ 140
  • Casa Canjerana, em Farroupilha, diária individual com lanche da tarde e café da manhã: R$ 110
  • Casa Colombo, em Farroupilha, diária individual com café da manhã e jantar: R$ 155
  • Hotel Bem Te Vi, em Farroupilha, diária casal com café da manhã: R$ 175

Restaurantes e mercados

  • Restaurante buffet, em Canela, almoço individual: R$ 23
  • Restaurante alemão, em Gramado, almoço individual: R$ 83
  • Café Colonial, em Gramado, chá e strudell: R$17
  • Comida congelada, na Pousada Colina de Pedra, em Gramado, prato individual: R$ 33
  • Biscoitos em Vila Oliva: R$ 14
  • Cafeteria Mukli: alfajores e 2 cafés: R$ 35
  • Mercado próximo da Hospedaria Bom Pastor, macarrão e atum para 2 pessoas: R$ 28
  • Chocolate quente, em Nova Petrópolis: R$ 12
  • Pizza grande, pedido por telefone em Pousada da Chácara, Nova Petrópolis: R$ 74
  • Casa Fagundes, lanche individual + bebida + café, na Vila Cristina: R$ 49
  • Queijos e bebidas, mercado próximo do Santuário de Caravaggio em Farroupilha, individual: R$ 27

Um outra alternativa é contratar um pacote fechado com alguma agência. No momento que escrevo este post vi o preço de 3 agências:

  Trilha do Viajante: 7 diárias por R$ 1650
  Nara Orci: 10 diárias por R$ 2800
  Suseya: 11 diárias por R$ 3630

Vale observar que não conheço pessoalmente os serviços das agências mencionadas, e não ganho nenhuma comissão por estas citações no meu blog. O detalhe de cada serviço você pode conferir nos links acima.

FORMA DE PAGAMENTO

Praticamente todo o caminho eu usei o cartão de crédito. Que eu me lembre, o único momento que eu usei dinheiro físico foi na Pousada do Dona Solange, pois ela só aceitava dinheiro mesmo. Então deixe reservado um din din na carteira.

Clique aqui para voltar ao início do post.


CONSIDERAÇÕES FINAIS

O que eu mais gostei dos Caminhos de Caravaggio foi a paisagem rural mesclada com as montanhas. Fico imaginando como deve ser lindo ver os vinhedos lotados de uvas no verão. Mas confesso que caminhar no calor não é muito a minha praia. Achei bem agradável caminhar pelos Caminhos de Caravaggio no inverno, pois eu particularmente gosto do frio. 

Caminhos de Caravaggio
paisagem rural com as montanhas ao fundo

Um dos momentos mais divertidos e saborosos foi comer, quase que diariamente, mexericas fresquinhas colhidas diretamente dos pomares. Estavam deliciosas.

A infraestrutura do caminho foi boa. Além de uma rede de hospedagens que achei suficiente para minha caminhada, a sinalização estava muito presente. Outro ponto importante é que todas as vezes que eu estava cansada, consegui sentar em algum banquinho. Não sentei nenhuma vez no chão durante todo o Caminho. Claro que cada um tem uma necessidade diferente para descanso. 

Caminhos de Caravaggio_capela
capela de Nossa Senhora de Caravaggio e seu banquinho para descanso

Terminei os Caminhos de Caravaggio com a vontade de retornar em outra época do ano. Gostaria de ver as parreiras cheias de uva, os pêssegos florescendo, e os arbustos de hortênsias floridos. Confesso que não sei se um dia eu volto a caminhar toda a extensão do trajeto. Mas se eu estiver nesta região no verão, com certeza vou dar pelo menos uma espiada naquelas lindas plantações da Serra Gaúcha.

Clique aqui para voltar ao início do post.


OUTRAS FONTES

Está fazendo uma pesquisa para sua viagem? Sempre é bom ler mais de um website. Separei abaixo alguns posts que encontrei, que talvez possa te ajudar.

Site Oficial do Santuário de Caravaggio | guia do peregrino

Felipe o Pequeno Viajante | dicas e relato 

Natrilhas | dicas do caminho

Viagens por Aí | relato da peregrinação


ESTE POST VALE 1 REAL?

Nos ajude a pagar a hospedagem deste site e mantê-lo vivo.

Qualquer doação é bem-vinda!

Se quiser nos ajudar, com qualquer valor, poderá usar a nossa chave Pix: doe@mochilaosabatico.com. Ou usar o botão do PayPal abaixo.😉

R$1,00


Encontrou algum erro de gramática neste post? Me avise comentando abaixo. Obrigada!

7 comentários em “CAMINHOS DE CARAVAGGIO – “guia” dos 200 km na serra gaúcha”

  1. Paula, tudo bem? Uma pergunta, o sinal de celular pelo caminho era muito precário? Pergunto porque estou pensando em fazer o caminho sozinho, e o celular pode ser um auxilio em caso de uma emergência

    Curtir

      1. Thiago, Consegui o contato de uma pessoa que pode te ajudar melhor. Ele é um voluntário fundador do caminho. O nome dele é Gilberto Galafassi, WhatsApp 54 991426688. Espero que te ajude. Abs, Paula

        Curtir

      2. Puxa Paula, obrigado mesmo! De verdade. Já estou aqui fazendo minhas reservas graças ao seu relato! rs

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.