Araucanía, Chile, Sabático

SOLLIPULLI – o vulcão com glaciar

O vulcão Sollipulli fica a 12 km da pequena cidade de Melipeuco e 130 km de Temuco, na região Araucanía do Chile. Faz parte da Reserva Nacional Villarica.

Normalmente os vulcões têm crateras em seu cume, que são depressões onde gases e lavas são expelidos. No caso do Sollipulli há uma caldeira de 4 km.

As caldeiras são formadas após forte erupções, onde a câmara magmática é esvaziada, e o teto do vulcão afunda, formando uma depressão de quilômetros de extensão.

Em alguns vulcões surgem lagoas em sua caldeira, no caso do Sollipulli há um glaciar, onde é possível acampar! 😱

Sua última atividade ocorreu aproximadamente 700 anos atrás. O vulcão está adormecido, mas ainda existem chances de voltar com suas atividades algum dia.

Como chegamos

Uma semana de muita chuva se aproximava. Estávamos em Melipeuco e para não perdemos a janela de tempo bom, contratamos um guia para nos levar até o vulcão.

Infelizmente não há transporte público. Se tivéssemos tempo, poderíamos tentar caronas ou até mesmo alugar um carro em Temuco.

O trajeto de carro até o vulcão, demorou cerca de 50 minutos.

Roteiro

O ataque ao vulcão se faz em um dia.

Há uma casa da Conaf no início da trilha, mas o guardaparque trabalha somente na alta temporada, a partir de dezembro. Também há um rio, mas segundo o guia a água não é cristalina. Depois não vimos mais pontos de água.

Início da trilha

A trilha começa em um bosque com rica vegetação e protegida do Sol. A subida não é muito íngreme.

Após 30 minutos há o mirante Chufquén. Devido às árvores, não é uma vista tão privilegiada, mas é um bom local para descanso.

Mirante Chufquén

Depois do mirante a neve começou a surgir, e tomou o lugar do bosque, deixando a trilha completamente exposta ao Sol. 

usando raquetas na neve

Usamos raquetas a partir de então até chegar no mirante, quase cume do Vulcão. O cume verdadeiro é de difícil acesso e não tem muita diferença do mirante. Foram 3h30min de caminhada.

mirante do glaciar no vulcão Sollipulli

Atrás de nós no mirante, toda a parte que está com uma cor branca lisa é a caldeira do vulcão, com seu 4 km de glaciar. Nesta parte o vento castigava, e segundo o guia sempre é assim.

Na volta fizemos outro caminho passando por dois lagos. Infelizmente o primeiro lago estava congelado e coberto de neve. No verão, os corajosos podem tomar um banho neste lago.

Lago congelado e coberto de neve

O segundo lago estava começando a aparecer e deu uma bela foto.

Lá embaixo o lago começando a aparecer

No total foram 7 horas de trilha.

elevação

Custos

Custos em pesos chilenos para 1 pessoa.

  • Guia com transporte  e lanche: $ 35000,00

Cotação em 29/10/2017:
US$ 1,00 = R$ 3,24 = $ chilenos 634,81

Resumo do trekking

  • País: Chile
  • Cidades próximas: Santiago (806 km), Temuco (130 km), Melipeuco (12 km)
  • Área: Vulcão Sollipulli, Reserva Natural Villarica,
  • Distância total: 12 km
  • Duração: 1 dia
  • Subida acumulada: 1021 metros
  • Descida acumulada: 1044 metros
  • Altitude máxima: 2183 metros
  • Mapa da trilhaWikiloc
  • Previsão do tempo: Windguru
  • Atividade vulcânica: Sernageomin
  • Sinal de celular: sinal da Entel em alguns trechos.
  • Período do trekking: final de outubro de 2017
  • Dificuldade: Moderada Pesada. Não recomendada para iniciantes e é necessário bom condicionamento físico.

Dica

  • Seguimos uma trilha pela neve que foge um pouco da trilha da Conaf. No verão, a recomendação é seguir a trilha oficial.
  • Água somente no rio no início da trilha. Levamos a água da hospedagem. Segundo o guia, a água do rio tem resíduos do vulcão.

Dados sabáticos

501 km trilhados
49 noites acampando
18 cidades
16 trekkings
12 áreas naturais
4,5 meses
2 países

Quer mais?

Acompanhe nosso dia-a-dia no Facebook. Abaixo, veja as outras trilhas que fizemos em Chile:

Santiago
Há duas opções de trekking muito bonitas: Travessia Altas Cumbres, onde se tem uma vista da cidade de Santiago por quase todo o percurso; e parque Yerba Loca, com várias trilhas e ótimo camping estruturado.

Região de Maule
Dois parques bem próximos e com ótimo camping da Conaf: Parque Nacional Radal Siete Tazas e Reserva Nacional Altos de Lircay.

Região Bío Bío
Tome um banho termal no Valle de Águas Calientes, próximo à Chillán.

Região de Araucanía
Perto do Sollipulli, visite também o lindo Parque Nacional Conguillio.

Fontes

Andes Handbook
Volcano

Anúncios

2 comentários em “SOLLIPULLI – o vulcão com glaciar”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s