Espanha, Europa, La Coruña

CAMINHO DE SANTIAGO DE COMPOSTELA – caminhando na província de La Coruña

.
No final de 2019 decidimos conhecer o famoso Caminho de Santiago de Compostela e percorremos o popular Caminho Francês, durante o outono europeu. Caminhamos 774 km e 39 dias por sete províncias espanholas, como segue:

  1. Navarra
  2. La Rioja
  3. Burgos
  4. Palência
  5. León
  6. Lugo
  7. La Coruña

Este é o sétimo trecho de nosso caminho, quando percorremos a província La Coruña, na comunidade autônoma de Galícia, desde Palas de Rei até Santiago de Compostela.

O resumo desta caminhada está descrito no post principal “CAMINHO DE SANTIAGO DE COMPOSTELA – nosso caminho Francês no outono europeu“.

Você também poderá assistir este trecho em La Coruña no YouTube.


Menu deste post

  1. Resumo
  2. Clima
  3. Roteiro e dia-a-dia
  4. Dicas
  5. Custos
  6. Dados sabáticos
  7. Um pouco mais
  8. Valeu?

Resumo de La Coruña

  • País: Espanha
  • Províncias: Lugo → La Coruña
  • Início: Palas de Rei (Lugo)
  • Fim: Santiago de Compostela (La Coruña)
  • Distância: 67 km
  • Duração: 4 dias
  • Período: meados de novembro de 2019
  • O que mais gostei: saborear o delicioso e inesquecível  Pulpo a la Galega.

Clique aqui para voltar ao menu.


Clima

Histórico do clima na cidade de Santiago de Compostela (fonte MSN).

Mês Temperatura (ºC) Precipitação máx. (mm)
Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro
6 a 12
6 a 13
8 a 15
8 a 17
11 a 19
13 a 22
15 a 24
15 a 25
14 a 23
12 a 19
9 a 15
7 a 13
186,00
127,60
136,40
123,00
102,30
54,00
37,20
49,60
81,00
192,20
186,00
179,80

Clique aqui para voltar ao menu.


Roteiro em La Coruña

Fizemos a caminhada em 3 noites e 4 dias, somando 39 dias no Caminho Francês de Santiago de Compostela, como segue:

  1. Palas do Rei (km 67) a Melide (km 52)
  2. Melide (km 52) a Arzúa (km 39)
  3. Arzúa (km 39) a O Pedrouzo (km 19)
  4. O Pedrouzo (km 19) a Santiago de Compostela (km 0)

Abaixo, mapa com os pontos roxos onde dormimos.

Dia 36: Palas do Rei (km 67) a Melide (km 52)

Distância
Tempo sem paradas
Subida acumulada
Descida acumulada
Altitude máxima
14 km
3h45min
420 metros
520 metros
580 metros

Neste dia passamos por 5 localidades: San Xiao do Camiño, Pontecampaña, Casanova, Leboreiro e Furelos.

Saímos de Palas de Rei embaixo de um chuvisco. E foi assim quase toda a caminhada. A chuva em si não atrapalhou tanto, o problema foi a lama que ficou no caminho.

wp-1593174752677.png
peregrinos na chuva

Vimos vários pequenos celeiros nas casas de moradores, conhecidos como hórreos. São pequenas estruturas que armazenam produtos alimentícios, principalmente cereais, desde a Antiga Roma. Evitam umidade e entrada de animais.

Neste dia programamos uma caminhada curta, pois queríamos dormir em Melide, uma cidade razoavelmente grande.

Caminho de Santiago de Compostela
Chegando em Melide

Além disso, é em Melide onde há o melhor polvo do Caminho. E realmente o polvo estava delicioso. Saboreamos essa iguaria na pulperia Garnacha.

Clique aqui para voltar ao menu.

Dia 37: Melide (km 52) a Arzúa (km 39)

Distância
Tempo sem paradas
Subida acumulada
Descida acumulada
Altitude máxima
14 km
3h30min
440 metros
520 metros
480 metros

Neste dia passamos por 3 localidades: Boente, Castañeda e Ribadiso.

Melide é uma cidade onde o Caminho Primitivo e Francês se encontram. Estamos cada vez mais próximos de Santiago e há cada vez mais peregrinos.

Antes de sairmos da cidade passamos pela plaza del Convento onde está a igreja San Pedro.

O caminho está um pouco sem graça, sem muitas paisagens.

Caminho de Santiago de Compostela
Passando por uma ponte de pedras

E o clima continuava úmido e nublado.

Resizer_15955906486629
dia nublado no Caminho de Santiago de Compostela

Nestes últimos dias vimos muitos fungos no caminho. Alguns espanhóis chegaram a coletar tanto fungos que fizeram um jantar somente de cogumelos na noite anterior. Sem a sabedoria de saber o que não é venenoso, dos cogumelos só tiramos fotos.

Resizer_15955906486625
fungos no Caminho de Santiago de Compostela

Passamos por Ribadiso, que era uma opção de parada no dia anterior, caso nós não tivéssemos parado antes em Melide; e logo chegamos em Arzúa.

Ribadiso
Entrando em Ribadiso

Assim que chegamos na cidade, vimos vários restaurantes fechados, e os que estavam abertos não ofereciam polvo. Outra coisa que nos chamou a atenção foi a propaganda de queijos. Definitivamente a especialidade de Arzúa é o queijo. Compramos queijo e comida, e ficamos no aconchegante albergue turístico de Arzúa. Foi o albergue mais bem arrumado que ficamos. Me senti em casa.

Em Arzúa, o Caminho do Norte se junta ao Caminho Francês.

Clique aqui para voltar ao menu.

Dia 38: Arzúa (km 39) a Pedrouzo (km 19)

Distância
Tempo sem paradas
Subida acumulada
Descida acumulada
Altitude máxima
19 km
4h45min
820 metros
920 metros
640 metros

Neste dia passamos por 8 localidades: Preguntoño, Cortobe, Calzada, Calle, Salceda, Brea, Santa Irene e A Rúa.

Mais um dia similar aos dias anteriores, sem muitas paisagens, passando por vários povoados, muitos bares fechados e muitos fungos no caminho.

Um bar nos chamou atenção, com muitas garrafas vazias decorando a entrada. Fomos atraídos pela decoração e entramos. Não valeu a pena, foi o café mais caro da Espanha até o momento, 1,50 euros. Além da facada no preço, não havia aquecimento no ambiente e nem Wi-Fi. Estávamos em Calle, na Casa Tía Dolores.

Seguimos com tempo chuvoso até O Pedrouzo, onde ficamos hospedados em nossa última noite antes de chegarmos em Santiago. Ficamos no quase vazio albergue Cruceiro de Pedrouzo.

Clique aqui para voltar ao menu.

Dia 39: O Pedrouzo (km 19) a Santiago de Compostela (km 0)

Distância
Tempo sem paradas
Subida acumulada
Descida acumulada
Altitude máxima
19 km
4h30min
640 metros
650 metros
400 metros

Neste dia passamos por 4 localidades: Amenal, Lavacolla, San Marcos e Monte del Gozo.

Último dia para chegarmos em Santiago de Compostela. E como sempre foi chuvoso. O curioso foi o sumiço das marcações da distância do caminho, sempre tão presentes na Galícia. As indicações que estávamos no caminho permaneciam, mas os números com os km sumiram.

Passamos ao lado do aeroporto de Santiago, e em San Marcos paramos para um café em um bar corinthiano. É isso mesmo! Havia uma bandeira do Corinthians no bar.

Passamos pelo Monte del Gozo, onde teoricamente teríamos uma bela vista de Santiago. Mas estava completamente nublado. Descendo o Monte del Gozo vimos um gigantesco albergue, que claro, estava fechado. Parecia um campus de uma universidade. Fico imaginando como deve ser a muvuca na alta temporada.

Como estava chovendo, paramos em um bar em Santiago e fomos direto para um Airbnb que havíamos reservado. De lá, só saímos para jantar polvo à noite, quando a chuva deu uma trégua. Deixamos para ver a Catedral no dia seguinte.

Clique aqui para voltar ao menu.

Dia extra: Santiago de Compostela

Antes de irmos para a Catedral, conhecemos a Igreja das Ánimas, uma igreja bem colorida por dentro.

Capela de Ánimas
Capela de Ánimas em Santiago de Compostela
Santiago de Compostela
interior da Capela de Ánimas

Assim que chegamos na plaza del Obradoiro, demos de cara com o belo edifício do Monasterio de San Martín Pinario.

Monastério de San Martín Pinario
Monastério de San Martín Pinario em Santiago de Compostela

No outro lado da Praça, estava a Catedral. Enfim conhecemos a Catedral de Santiago.

CaminhoSantiago_20191121_114222
Catedral de Santiago de Compostela

Foi um pouco decepcionante. Não tem jeito, a catedral de Burgos entrou no meu coração para nunca mais sair. E a Catedral de Santiago, pelo menos por fora, não chegou aos pés da sua colega de Burgos. Infelizmente a Catedral de Santiago estava internamente em reforma para o próximo ano Santo que ocorrerá em 2021. Também não nos animamos para pagar 4 euros no museu. Acho que estávamos cansados…

Saímos da Catedral e fomos atrás de nossa Compostela. Um certificado gratuito de conclusão do Caminho de Santiago. O legal foi ver nosso nome em latim.

wp-1592920306291..jpg
A Compostela

Depois passamos no parque da Alameda para termos outra visão da Catedral. Além da vista entre árvores, o parque é bem agradável para caminhar.

Resizer_15959380092670
vista da Catedral de Santiago no parque da Alameda

E para fechar o dia fomos comprar meias e luvas na Decathlon, e nos preparamos para continuar nosso caminho, rumo ao Porto em Portugal.

Infelizmente o tempo não nos ajudou em nosso caminho Português ao contrário e fizemos muitos trechos de ônibus e trem. Dos quase 250 km do caminho Português da Costa até Porto, caminhamos somente 130 km. Desse modo não me empolgo em relatar esses dias por aqui… Iremos pular direto para nossa viagem à Patagônia, no verão de 2020…

Clique aqui para voltar ao menu.


Dicas

  • Dicas gerais do Caminho de Santiago de Compostela estão no post principal “CAMINHO DE SANTIAGO DE COMPOSTELA – nosso caminho Francês no outono europeu“.
  • É imperdível experimentar o polvo da Galícia, o famoso Pulpo a La Galega. Melide é a cidade para isso. E o restaurante mais famoso é a pulperia Garnacha.
  • Não se esqueça de carimbar sua credencial duas vezes ao dia e buscar sua Compostela em Santiago. É gratuita.
  • Está animado para fazer o caminho? Vale lembrar que cada um tem que se auto-avaliar para entender se tem condições físicas e psicológicas para se aventurar em uma longa caminhada como esta. O que é fácil e divertido para alguns, pode ser um grande desafio e chato para outros.

Clique aqui para voltar ao menu.


Custos

Seguem alguns custos em em euros (EUR) e equivalentes em reais (BRL), conforme o câmbio e preço da época (final de 2019).

Vale observar que no aplicativo Buen Camino, é possível conferir os preços atualizados dos albergues.

Hospedagem

  • Albergue San Marcos, em Palas de Rei, diária individual: $EUR 10 ($BRL 49)
  • Albergue Pereiro, em Melide, diária individual: $EUR 10 ($BRL 49)
  • Albergue turístico Arzúa, diária individual: $EUR 10 ($BRL 49)
  • Albergue Cruceiro de Pedrouzo, diária individual: $EUR 10 ($BRL 49)
  • Airbnb, quarto privado e banheiro compartilhado, em Santiago de Compostela, diária casal: $EUR 30 ($BRL 150)

Comida

  • Menu do dia, em Palas de Rei, individual: $EUR 11 ($BRL 54)
  • Pulpo a La galega, pulperia Garnacha, porção: $EUR 9,50 ($BRL 47)
  • Mercado, jantar + café da manhã + lanche, em Arzúa, individual: $EUR 14 ($BRL 68)

Clique aqui para voltar ao menu.


Dados sabáticos até aqui

5450 km trilhados
126 cidades com pernoite
7 países
2 anos e 5 meses

Clique aqui para voltar ao menu.


Um pouco mais

Tem muito mais aqui no blog e em nossas mídias:

Já conhece Paraty no Rio de Janeiro? Tem uma caminhada de 4 dias bem gostosa por lá. Se ficou interessado, veja nosso relato sobre Paraty.

Clique aqui para voltar ao menu.


Este post vale 1 real?

Nos ajude a pagar a hospedagem deste site e mantê-lo vivo.

Qualquer doação é bem-vinda!

A contribuição mínima é de apenas 1 real. Mas se quiser doar mais, é só aumentar o número aí embaixo, ao lado esquerdo do botão de pagamento. 😉

R$1,00

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.