Brasil, Nordeste

RIACHINHO, RIO RODAS E RIO PRETO – mini circuito em Capão, na Chapada Diamantina

Caeté Açu é um distrito do município de Palmeiras, localizado no vale do Capão na Chapada Diamantina. Popularmente, Caeté Açu é conhecido como simplesmente Capão.

É deste vilarejo que começa um dos trekkings mais percorridos do Brasil: o vale do Pati.

Além das saídas para o Pati, há outras opções no Capão, como ir até a Cachoeira da Fumaça por cima, Riachinho, rio Rodas e cachoeira do Rio Preto.

Fizemos essas três últimas de uma vez.

Como chegamos

A partir da rodoviária de Salvador, capital da Bahia, pegamos um ônibus até a cidade Lençóis, pela viação Rápido Federal. Foram 6,5 horas de viagem.

Em Lençóis, fizemos uma travessia de 3 dias para chegar até Capão.

Achamos a hospedagem em Capão mais cara do que Lençóis. Além disso a internet, em geral, é muito ruim e não há sinal da Vivo. Acabamos ficando no camping Lakshimi, por R$ 25,00 a diária individual.

Para conhecermos as cachoeiras do Riachinho, rio Rodas e Rio Preto, começamos nosso roteiro por uma estrada de terra que leva até o parque Natural Municipal do Riachinho.

Resumo do trekking

  • País: Brasil
  • Cidade próxima: Palmeiras (Bahia)
  • Início: Caeté Açu, Capão
  • Fim: Caeté Açu, Capão
  • Distância total: 16 km
  • Duração: 1 dia
  • Subida acumulada: 560 metros
  • Descida acumulada: 561 metros
  • Altitude máxima: 1029 metros
  • Mapa da trilha: Wikiloc
  • Período do trekking: final de maio de 2018
  • Dificuldade: Moderada.

Seguem mapa e elevação do trekking:

Atrativos

Riachinho

Uma estrada de terra separa o Parque Natural Municipal do Riachinho, de Capão. Sem subidas, impossível o trajeto ser mais tranquilo.

Há uma portaria no Riachinho, mas como era cedo não havia ninguém. Mas parece que cobram um ingresso de R$ 6,00.

O Riachinho é uma pequena queda d’água com uma piscina natural. Eram 9 horas da manhã e o Riachinho era todo nosso.

Rio Rodas

Saímos do Riachinho e voltamos pela mesma estrada de terra, até chegar na trilha à direita que leva ao rio Rodas. Essa trilha está no MapsMe.

Trilha bem tranquila, bem florida e sem elevações.

No rio Rodas paramos antes de uma queda d’água para lanchar.

Cachoeira do Rio Preto

Atravessamos o rio Rodas e continuamos na trilha para a cachoeira do Rio Preto.

No final da trilha, as pedras começam a prevalecer e uma descida acentuada nos levam à cachoeira.

A cachoeira do rio Preto nos surpreendeu. Uma cortina de água desaba em um platô, que leva delicadamente a água para uma piscina natural logo abaixo.

Quando chegamos, éramos somente nós na cachoeira. Mas logo apareceram mais pessoas.

Para ir embora fomos por outro caminho, mais curto e bem demarcado; onde a maioria das pessoas usam para ir à cachoeira do rio Preto. Uma hora bastou para chegarmos de volta à Capão.

Dicas

  • Use algum aplicativo para se orientar na trilha.
  • Repelente e protetor solar são essenciais na Chapada Diamantina.
  • Leve dinheiro para pagar a entrada no Riachinho.

Custos

Seguem alguns custos em reais (BRL).

  • Camping, Lakshimi, diária individual: $BRL 25,00
  • Pastel de palmito de jaca, em Capão: $BRL 7,00

Cotação oficial em 04/06/2018:
$USD 1,00 = $BRL 3,74

Dados sabáticos

1438 km trilhados
137 noites acampando
37 cidades
19 cumes
11 meses
4 países

Quer mais?

Acompanhe nosso dia-a-dia no Facebook e Instagram.

E assista nossos vídeos no YouTube.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s