Chile, Sabático

PARQUE CONGUILLIO – de Captrén a Truful-Truful

O Parque Nacional Conguillio é mais um parque gerenciado pela Conaf. Está na região de Araucanía no Chile, localizado a 125 km de Temuco e 700 km de Santiago.

As principais atrações são o vulcão Llaima e o lago Conguillio, que pode estar congelado no inverno rigoroso. A temperatura média no verão é de 15°C e no inverno varia entre 1 e 6°C.

O parque tem três acessos:

  • Curacautin – laguna Captrén
  • Melipeuco –  rio Truful Truful
  • Cherquenco – sendero Los Paraguas
Chile_Conguillio
mapa do Parque Nacional Conguillio

Oficialmente o parque está aberto a partir do dia 15 de novembro. Chegamos no parque no penúltimo final de semana de outubro, e vimos vários chilenos aproveitando os dias ensolarados.
Segundo o guardaparque, em janeiro e fevereiro, há ônibus saindo de Temuco direto para o parque diariamente. Facilitando muito a vida dos mochileiros.

Como chegamos

Optamos por ir ao parque pela entrada Captrén, para isso nos deslocamos até a cidade Curacautin.

Do terminal de Temuco, de onde estávamos, até Curacautin, são 2 horas de ônibus.

De Curacautin até Captrén saem ônibus somente durante a semana, com a seguinte grade de horários:

2a feira: 6h00, 9h00, 18h00
3a feira: 6h00, 18h00
4a feira: 6h00, 14h00, 18h00
5a feira: 6h00, 18h00
6a feira: 6h00, 9h00, 14h00, 18h00

Pegamos o ônibus das 18h00 e depois de 45 minutos ele nos deixou em um cruzamento que fica a 11 km da portaria da Conaf.

Roteiro

No total foram 5 noites acampando:

  • 1 noite na estrada
  • 1 noite na laguna Captrén
  • 2 noites no camping Ñirres
  • 1 noite na Laguna Verde

dia 1: estrada

Na primeira noite improvisamos um acampamento, pois já estava tarde e estávamos muito longe do parque. Encontramos um lugar, logo após onde o ônibus nos deixou, ao lado de um riacho.

Chile_Conguillio
acampando na primeira noite

Acordamos no dia seguinte com a barraca congelada literalmente. Choveu um pouco à noite, e a água que caiu congelou. Vimos que a previsão do tempo preveu -3°C. E acho que fez mesmo. ❄

dia 2: estrada – Laguna Captrén

Acordamos e continuamos seguindo rumo ao parque. Depois de 30 minutos caminhando na estrada encontramos um camping pago. É uma boa opção para quem vier no ônibus das 18h00.

Depois de 1h45min de caminhada, conseguimos uma carona básica 🚙. Eram chilenos que iriam pedalar dentro do parque.

Mas depois de alguns km, a programação do fim de semana deles foi por água abaixo. A estrada que dá acesso ao parque estava coberta de neve, impossibilitando carros de prosseguirem. Deveria ter uns 20 cm de neve acumulada. Bem que havia notado vários carros voltando.

Chile_Conguillio
trecho da estrada onde a neve começou a acumular

Seguimos a pé na neve, até a administração da Conaf, que fica entre o vulcão Llaima e a laguna Captrén, que estava parcialmente congelada.

Ao lado da laguna havia uma barraca montada em um terreno plano. Como o camping oficial da Conaf estava a 6 km de distância, acabamos ficando por ali.

Chile_Conguillio
local onde acampamos perto da laguna Captrén

Laguna Captrén

Aproveitamos para explorar a trilha que dá uma volta na laguna. Infelizmente não conseguimos completá-la. O início da trilha foi tranquilo, mas na segunda metade havia muita neve e não dava para adivinhar se embaixo da neve havia uma trilha ou o próprio lago.

Conguillio
lago Captrén com neve

Como não queríamos cair em uma cilada, voltamos.

Sendero Los Carpinteros

No meio da trilha Captrén há o acesso à trilha Los Carpinteros. Encontramos alguns chilenos que falaram que essa trilha também estava com muita neve e acabaram se perdendo. Depois desta conversa e da experiência da laguna, nem tentamos Los Carpinteros. Mas é uma trilha interessante, pois termina depois de 8 km no outro lado do parque, bem próximo à laguna Conguillio.

Vulcão Llaima

Não subimos ao Llaima. Mas há uma trilha de 8 km que dá acesso ao vulcão Llaima e à trilha Los Paraguas.

Conguillio
vulcão Llaima
Chile_Conguillio
elevação do dia 2
Resumo dia 2
Total percorrido
Tempo
Subida
Descida
Altitude máxima
Dificuldade
12 km
2h30min
607 metros
88 metros
1291 metros
Moderada

dia 3: laguna Captrén – Camping Los Ñirres

Do lago Captrén seguimos até o lago Conguillio. São 6 km de estrada que separam os dois lagos. Porém o caminho estava coberto de neve e demoramos 2h10min para fazer este percurso. O guardaparque nos informou que esse trecho é o último a ser liberado por causa da neve.

Conseguimos passar duas noites no Camping oficial do parque. Teoricamente o camping estava fechado, mas o guardaparque acabou nos deixando pernoitar por lá. Acho que foi com a cara do Ramon e ficou com pena de mim.

Chile_Conguillio
camping Ñirres

Ele deixou as portas do banheiro abertas e havia água fria congelante disponível, caso quiséssemos tomar banho. A partir de 15 de novembro, quando o parque estiver oficialmente aberto, o camping oferece água quente. Também oferece chalés como hospedagem. Ótima opção para quem quer um conforto e está de carro.

Chile_Conguillio
tarifas de hospedagem no Parque Nacional Conguillio

Mirador Sierra Nevada

Montamos nossa barraca no camping e aproveitamos o lindo dia de Sol para ver o mirante da Sierra Nevada.

Chile_Conguillio
Início da trilha da Sierra Nevada

O começo da trilha foi tranqüilo e seco. Conforme subimos a neve foi aparecendo e aumentando. Vimos até chilenos com ski!

Como havia neve, fizemos o caminho já trilhado por outras pessoas, seguindo suas pegadas. Não é a trilha oficial, mas foi um bom atalho.

Conguillio
indo para o mirante Sierra Nevada

Como estava tarde ficou faltando 1 km para chegarmos no mirante. Mas já foi o suficiente para termos uma bela paisagem do lago Conguillio.

Ida e volta, do camping ao mirante, foram 5h15min de caminhada.

Laguna Conguillio

Na frente do camping está a principal atração do parque: o lago Conguillio.

Conguillio
Lago Conguillio

Vimos que é possível levar embarcações ao lago para explorá-lo e muitos chilenos aproveitaram o domingo de Sol para passear. É possível estacionar o carro na frente do lago.

Chile_Conguillio
elevação do dia 3
Resumo dia 3
Total percorrido
Tempo
Subida
Descida
Altitude máxima
Dificuldade
22 km
7h25min
658 metros
799 metros
1666 metros
Moderada Pesada

dia 4: camping – laguna Arco Íris

O quarto dia foi um dia chuvoso e pouco proveitoso. Fomos até a laguna Arco Íris atrás de sinal de celular. Como eu tinha algumas pendências para tratar, encaramos a chuva e fomos atrás da internet mais próxima do parque.

Sendero Los Contrabandistas

Para chegar ao lago Arco Íris, pegamos um atalho de 45 minutos pela trilha Los Contrabandistas, que é cortada ao meio pela estrada que vai para Melipeuco. Assim que apareceu a estrada, saímos da trilha e seguimos por ela até chegar no Arco Íris.

Chile_Conguillio
Início da trilha Los Contrabandistas

A trilha Los Contrabandistas completa tem 15 km e parece que vai dar na cidade Lonquimay.

Laguna Arco Íris

A laguna Arco Íris fica na beira da estrada. Do camping até a laguna são 1h20min.

Ela foi criada após erupção do vulcão, cuja lava impediu o percurso de um rio, alagando o bosque e surgindo assim, a bela laguna Arco Íris.

Conguillio
lago Arco Íris

O acesso à laguna é super fácil. Ônibus de turismo saem de Temuco, rumo ao parque, com parada obrigatória no lago.

Tem uma trilha que rodeia a laguna, bem curta, de aproximadamente 20 minutos.

Chile_Conguillio
elevação do dia 4
Resumo dia 4
Total percorrido
Tempo
Subida
Descida
Altitude máxima
Dificuldade
13 km
3h00min
166 metros
153 metros
1153 metros
Muito Leve

dia 5: camping – laguna Verde

Conseguimos dormir uma noite a mais no camping na Conaf. Até queríamos dormir mais um dia, mas fomos expulsos pelo guardaparque. Para quem iria dormir somente uma noite, ficar 3 noites já era pedir muito.

Mas até que foi bom. Decidimos ir embora para Melipeuco, que estava a 30 km do camping. Colocamos a mochila nas costas e começamos a caminhada.

Laguna Verde

Passamos pelo lago Arco Íris e continuando 40 minutos na mesma estrada há a laguna Verde.

Conguillio_Araucanía
laguna Verde

Como era tarde e não conseguimos carona, acampamos por lá mesmo.

Chile_Conguillio
acampando ao lado da laguna Verde

Sendero Pastos Blancos

Observamos que próximo ao lago Verde, há o acesso à trilha Pastos Blancos de 11 km, que liga a laguna Verde ao vulcão Llaima.

Chile_Conguillio
elevação do dia 5
Resumo dia 5
Total percorrido
Tempo
Subida
Descida
Altitude máxima
Dificuldade
11 km
2 horas
97 metros
255 metros
1186 metros
Muito Leve

dia 6: laguna Verde – Melipeuco

Se nosso objetivo do dia era caminhar até Melipeuco, fracassamos. É missão impossível conseguir chegar da Laguna Verde até Melipeuco andando. Tem que fazer muito esforço para evitar as caronas.

Chile_Conguillio
estrada

Saímos da laguna Verde, mal demos alguns passos e um carro parou para nos oferecer carona. Por eles, nos levariam até a cidade, mas pedimos para nos deixar em Truful-Truful, onde há uma portaria cobrando a entrada do parque. Neste ponto há o acesso para três trilhas: Truful-Truful, Las Viertentes e sendero de Chile.

TrufulTruful

Bem na frente da portaria está o Cânion Truful-Truful e uma trilha contemplativa de 1200 metros, onde é possível avistar o Salto que leva o mesmo nome.

Conguillio
Cânion Truful-Truful
salto Truful-Truful

Sendero Las Viertentes

Subindo 1 km da portaria começa a trilha Las Viertentes. É uma trilha de 800 metros, no meio de um bosque, bem tranqüila, mas sem nenhum ponto muito interessante para se ver.

Chile_Conguillio
elevação do dia 6
Resumo dia 6
Total percorrido
Tempo
Subida
Descida
Altitude máxima
Dificuldade
4 km andando
1 hora
100 metros
366 metros
991 metros
Muito Leve

Custos

Custos em pesos chilenos para 1 pessoa.

  • Mercado para 6 dias de comida: $ 12550,00
  • Ônibus Temuco a Curacautin, total ida e volta: $ 3000,00
  • Ônibus Curacautin a Captrén: $ 1200,00
  • Hostal Central em Temuco, diária casal: $ 24000,00
  • Hostal Icalma em Malepeuco, diária casal: $ 22000,00

Cotação em 26/10/2017:
US$ 1,00 = R$ 3,24 = $ chilenos 627,60

Resumo do trekking

  • País: Chile
  • Cidades próximas: Santiago (700 km), Temuco (125 km)
  • Área: Parque Nacional Conguillio
  • Distância total: 63 km
  • Duração: 6 dias
  • Subida acumulada: 1660 metros
  • Descida acumulada: 1678 metros
  • Altitude máxima: 1666 metros
  • Mapa da trilhaWikiloc
  • Previsão do tempo: Windguru
  • Atividade vulcânica: Sernageomin
  • Sinal de celular: somente Entel, a partir da laguna Arco Íris.
  • Período do trekking: final de outubro de 2017
  • Dificuldade: Moderada. Trilhas de fácil navegação e é necessário razoável condicionamento físico.

Dica

  • Muitos trechos estavam fechados pela Conaf devido à neve. A partir de novembro deve ser uma época mais interessante para visitar a Reserva.
  • Leve água para as caminhadas. Se tiver muita neve, não encontrará água para ser coletada.
  • Parte da trilha para o mirante da Sierra Nevada foi feita por um atalho na neve. Caso queira baixar nosso GPS, leve isso em consideração.

Dados sabáticos

490 km trilhados
49 noites acampando
18 cidades
15 trekkings
11 áreas naturais
4 meses
2 países

Quer mais?

Veja as outras trilhas que fizemos em Chile:

Santiago
Há duas outras opções de trekking muito bonitas: Travessia Altas Cumbres, onde se tem uma vista da cidade de Santiago por quase todo o percurso; e parque Yerba Loca, com várias trilhas e ótimo camping estruturado.

Região de Maule
Dois parques bem próximos e com ótimo camping da Conaf: Parque Nacional Radal Siete Tazas e Reserva Nacional Altos de Lircay.

Região Bío Bío
Tome um banho termal no Valle de Águas Calientes, próximo à Chillán.

Fontes

Andes Handbook

Conaf

Anúncios

2 comentários em “PARQUE CONGUILLIO – de Captrén a Truful-Truful”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s