Brasil, Nordeste

CACHOEIRA DO CARDOSO – em Mucugê, Chapada Diamantina

A cachoeira do Cardoso fica na simpática cidade baiana Mucugê, no leito do rio Tiburtino. Próximo, e no mesmo rio, é possível conhecer também as Sete Quedas, a cachoeira das Andorinhas e a cachoeira dos Funis.

Mucugê é uma das principais cidades da Chapada Diamantina. E está localizada entre o vale do Pati e a serra do Sincorá. Rodeada por montanhas, sua temperatura é mais amena quando comparada às cidades de Andaraí e Lençóis.

No auge da mineração de ouro, chegou a habitar cerca de 30 mil pessoas. Em 2017, sua população estimada era de 9957 habitantes. Hoje vive do turismo e do agronegócio.

Aproveitamos nossa estadia nesta cidade para conhecer algumas de suas cachoeiras, entre elas, a cachoeira do Cardoso.

Como chegamos

Depois de 8 dias de trekking no vale do Pati, descemos pela ladeira do Império até a cidade de Andaraí.

Em Andaraí, um ônibus diário nos levou até a cidade Mucugê, onde inicia a trilha à cachoeira do Cardoso.

Em Mucugê ficamos hospedados no novo e excelente camping Mucugê, por R$ 25,00 a diária individual. Destaque especial aos simpáticos proprietários que vivem no próprio camping.

Resumo do trekking

  • País: Brasil
  • Cidades próximas: Mucugê (BA)
  • Início: Mucugê
  • Fim: Mucugê
  • Distância total: 14 km
  • Duração: 1 dia
  • Subida acumulada: 330 metros
  • Descida acumulada: 327 metros
  • Altitude máxima: 1093 metros
  • Mapa da trilha: Wikiloc
  • Período do trekking: início de junho de 2018
  • Dificuldade: Moderada.

Seguem mapa e elevação do trekking:

Relato

Fomos andando do centro de Mucugê até o início da trilha. Para quem estiver de carro, é possível economizar alguns km de caminhada, estacionando no começo da trilha.

Percorremos uma estrada de terra com muitas flores e beija-flores. Na Chapada Diamantina conhecemos um exótico beija-flor de gravata, uma espécie endêmica da região. E este trecho parecia ser o lar de muitas destas aves.

Saímos da estrada de terra e subimos uma trilha até chegar a um belo mirante do rio.

Em alguns momentos, o caminho fica confuso, pois várias outras trilhas de garimpo estão na região. Neste momento é hora de consultar o MapsMe.

Descemos do mirante, em direção à cachoeira. Passamos, ao lado do rio, por duas tocas de garimpeiro. O curioso foi encontrar utensílios de cozinha, na ‘varanda’ da toca. Sinal que este lugar ainda ‘hospeda’ pessoas.

Havia chovido muito nos últimos dias, enchendo o rio e deixando a correnteza bem violenta. Não nos atrevemos a entrar na cachoeira e nos contentamos em apreciá-la de longe.

Voltamos à Mucugê pelo mesmo caminho da ida.

Dicas

  • Em geral, vimos somente Banco do Brasil, Caixa e Bradesco. Se não tiver conta nestes bancos, considere levar mais dinheiro para a viagem.
  • Como há muitas trilhas cruzando a trilha principal, é aconselhável uma consulta em algum aplicativo, como o MapsMe.
  • Leve um lanche.
  • No caminho, preste atenção nos beija-flores. Na Chapada Diamantina há um beija-flor com uma ‘gravata’ laranja avermelhada no pescoço. É muito bonito.

Custos

Seguem alguns custos em reais (BRL).

  • Hospedagem em Andaraí, na pousada do Éden, diária casal com café da manhã e ar condicionado: $BRL 100,00
  • Ônibus, de Andaraí a Mucugê, individual: $BRL 10,00
  • Camping Mucugê, diária individual: $BRL 25,00

Cotação em 04/06/2018:
$USD 1,00 = $BRL 3,74

Dados sabáticos

1550 km trilhados
147 noites acampando
39 cidades
12 meses
4 países

Quer mais?

Acompanhe nosso dia-a-dia no Facebook e Instagram.

E assista nossos vídeos no YouTube.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s